PBX IP UltrixVox

O servidor  Servidor PBX IP Asterisk UltrixVox é integrado à infraestrutura de comunicações da empresa, de forma a coordenar e unificar todos os meios de comunicação de voz.

 

É possível fazer a integração do UltrixVox com linhas analógicas, canais E1, chips GSM, outros PBX IP que suportem VoIP e a muito outros tipos de equipamentos e canais de comunicação.

 
Exemplo de implantação
Funcionalidades
Monitoramento de chamadas
Fax
Integração com o Active Directory (AD)
Alta disponibilidade
Estudo de caso 1 - Múltiplos servidores integrados
Estudo de caso 2 - Sistemas integrados em rede metropolitana
 
Exemplo de implantação

 

Abaixo está um exemplo de implantação do UltrixVox.

 

Temos aqui a integração com a rede pública de telefonia através de canal E1. O E1 entra no equipamento Khomp Kommuter, que é responsável por transferir o sinal os equipamentos Khomp EBS Modular, e daí para os servidores. Se o servidor principal estiver no ar o Kommuter entrega lá o sinal. Se o servidor principal estiver fora do ar, o sinal vai para o servidor redundante.

 

Temos também chips GSM, que podem ser utilizados para realizar chamadas para números de celular, e também para envio e recebimento de SMS. Na execução de chamadas para celular é possível agregar um serviço de consulta à operadora do destinatário para fazer chamadas através do caminho com a menor tarifa.

 

Aqui os usuários utilizam, como terminais, aparelhos telefônicos IP, caso estejam detro da empresa. Se estiveram fora da empresa podem também utilizar softphones em computadores ou smartphones.

 

Além dessa configuração, é possível ter muitas outras. No estudo de caso 1 e no estudo de caso 2 há mais exemplos.

 
 
Funcionalidades

 

O sistema tem as funcionalidades descritas abaixo. O plano de numeração da empresa será implementado de forma a contemplar todos os ramais, grupos de distribuição, salas de audioconferência e filas necessários.

 

  • Como terminais para o usuário final podem ser utilizados telefones IP, telefones celulares com softphones, ATAs, gateways com portas FXS ou softphones que suportem o procolo SIP.

  • A comunicação interna será totalmente digital, através de voz sobre IP.

  • Criação de ramais para todos os usuários, e definição de um plano de numeração com abrangência para a matriz e todas as unidades externas.

  • Não há limites para a quantidade de ramais.

  • Conferência sem limites de participantes.

  • Criação de fila de espera para o tronco principal do corporativo e outras, caso seja necessário.

  • Discagem direta a ramal (DDR).

  • Não há limites para a quantidade de números DDR ou para a quantidade de troncos ou juntores.

  • Identificador de chamadas internas.

  • Identificador de chamadas externas, caso o número de origem seja fornecido pela operadora de telecomunicações.

  • Estacionamento de chamadas.

  • Transferência e captura de ligações.

  • Transferência automática para outro telefone, em caso de ausência ou de ocupado.

  • Definição de números de ramais que correspondam a grupos de telefones.

  • Definição de grupos de usuários.

  • Possibilidade de bloqueio e liberação de ramais e ligações através de senhas.

  • Música na espera e na transferência.

  • Correio de voz, sendo que será possível escutar as mensagens através do próprio telefone ou através de arquivos de som enviados por e-mail aos usuários.

  • Ramais remotos, que podem ser utilizados em outros escritórios da empresa ou via Internet.

  • Unidade de resposta audível (URA).

  • Troca automática de mensagens da URA de acordo com o dia da semana ou com o horário.

  • Gravações de chamadas automática ou acionada pelo usuário. No caso de gravações acionadas pelo usuário, é possível ativar o recurso a partir de uma chamada em curso.

  • Sistema de tarifação por volume de chamadas, que gera detalhamentos de todas as chamadas executadas através do sistema.

  • Integração do sistema de telefonia a outros sistemas da empresa, como CRMs ou ERPs. Caso isso seja necessário, será necessário verificar a necessidade e fazer o planejamento e seu funcionamento.

Monitoramento de chamadas

 

Pode ser implantado o console FOP2 para monitoramento das chamadas em curso. Essa console será utilizada para verificar os troncos ocupados, chamadas e ramais em utilização.

 
Fax

 

Sim, há empresas que utilizam fax. Algumas eventualmente, mas muitas intensivamente. O sistema de recebimento de fax funciona da seguinte forma:

 

  • A pessoa que está enviando o fax disca para um número de discagem direta a ramal (DDR), especialmente destinado para fax.

  • O UltrixVox atende com o sinal de fax, e faz o recebimento.

  • O documento é convertido para o formato PDF, e enviado para o servidor de e-mail.

  • O servidor de e-mail faz a entrega para destinatário.

  • Não há limitação quanto à quantidade de ramais de fax utilizados, tampouco quanto à quantidade de usuários ou documentos a serem recebidos.

 
Integração com o Active Directory (AD)

 

O UltrixVox utiliza o Active Directory do Windows Server ou o OpenLDAP como fonte de configurações para ramais e grupos.

 

Dessa forma,  a administração do sistema de telefonia ficará integrada à administração dos usuários da rede. Para criar um ramal será necessário apenas cadastrar o número do ramal do usuário no AD (ou OpenLDAP). Para indicar qual aparelho o usuário utiliza, basta cadastrar seu MAC address. Para mostrar no display do aparelho o nome e departamento do usuário, basta cadastrá-los no AD. Como mostram as telas abaixo:

A partir do AD, será possível manter os seguintes cadastros:

 

  • Nome, sobrenome, ramal e departamentos de usuários.

  • Endereços MAC dos aparelhos, associados aos usuários correspondentes.

  • Grupos de captura. Cada usuário pode fazer parte de um ou mais grupos de captura.

  • Grupos de usuários que têm permissão para fazer chamadas externas, para celular, interurbanas e internacionais.

  • Grupos de usuários cujos ramais tocam simultaneamente.

 

E embora estejam integrados para fins de administração, o UltrixVox não depende em nenhum momento do funcionamento do AD ou da rede Windows para esteja operacional. Mesmo se o AD estiver fora do ar, o UltrixVox continua operando.

 

Alta disponibilidade

 

O UltrixVox pode ser implantado em alta disponibilidade, de modo que o serviço esteja disponível mesmo em caso de falha.


Será utilizado um servidor principal e servidor de contingência. Esses dois servidores ficarão sempre ligados e ativos. Todas as alterações de configurações e bases de dados feitas em um servidor também serão automaticamente replicadas para o outro.


Em caso de falha, o servidor remanescente, que já estará em operação, passará a operar os serviços do servidor principal. O equipamento Khomp Kommuter, que faz a conexão dos canais E1, detecta possíveis falhas no servidor principal, e os transfere automaticamente para o servidor redundante.